sábado, 14 de abril de 2018

Quase dois mil templos adventistas transmitem cultos via web

Localizada na zona rural de São Francisco do Guaporé, quase na fronteira com a Bolívia, a igreja que Ivanete Pereira frequenta foi derrubada para dar lugar a uma mais ampla e com capacidade para acomodar até 120 pessoas. Mas para fazer com que as mensagens bíblicas ultrapassem as paredes do novo local, no projeto já está prevista uma estrutura de transmissão via web. “O objetivo é continuar crescendo e alcançar pessoas também pela internet”, explica a autônoma.
Dos mais de 26 mil templos adventistas existentes em oito países sul-americanos, em quase dois mil deles isso já é realidade, seja com a utilização de equipamentos simples ou com uma estrutura completamente profissional. E o número de congregações que querem amplificar o alcance de seus cultos tem aumentado.
No entanto, uma das principais barreiras para aqueles que ainda estão offline é justamente saber por onde começar. Por isso, a sede sul-americana adventista, em parceria com a Rede Novo Tempo de Comunicação, organizou o MídiaTec, encontro que de 16 a 18 de março reuniu 332 pessoas de todo o Brasil para oferecer capacitação nas áreas de áudio, vídeo, iluminação, transmissão e evangelismo na internet.
Oficinas apresentaram, de forma prática, como implantar e controlar sistemas (Foto: Carlos Magalhães)
Para estar lá, Ivanete viajou 2.970 quilômetros para entender mais sobre o que será necessário para que o que acontece em sua igreja esteja disponível em tempo real. Quem a ajudou nessa tarefa foram, entre outros, palestrantes, técnicos e engenheiros de empresas como Sony e Yamaha, e voluntários que já fazem isso em suas igrejas locais.
“O MídiaTec marca o começo do avanço da parte técnica, porque conseguimos trazer aqui os principais líderes de transmissões das igrejas do Brasil inteiro. Gente que já está fazendo, e fazendo muito bem, para inspirar aqueles que ainda não estão fazendo. Essa rede de informações é fundamental”, avalia o pastor Rafael Rossi, diretor do departamento de Comunicação da Igreja Adventista em oito países da América do Sul e organizador do evento.
O professor aposentado Gideon Araújo sabe que essa troca de experiências faz toda a diferença. Pioneiro na implantação do sistema de áudio na igreja adventista central de Aracaju, em 1965, ele acompanhou o desenvolvimento tecnológico e viu como essas ferramentas podem ser efetivas para aproximar as pessoas de Cristo.
Em mais de 50 anos de atuação nas áreas de áudio e mídia em sua igreja, Gideon viu o desenvolvimento da tecnologia (Foto: Jefferson Paradello)
“Um amigo meu teve acesso a um projeto de construção de uma caixa de som. Ele gostava de estudar eletrônica nas horas vagas e fez uma. O amplificador ainda era à válvula. Nós subimos no teto da igreja para colocá-la, e desde então minha vida foi som”, brinca.
Araújo influenciou gerações de voluntários que se dedicaram a cuidar da área técnica. Hoje, aos 67 anos, já não se envolve tão frequentemente com a sonoplastia. Encontrou, há cerca de seis anos, outra paixão: o streaming. “Já temos um sistema de transmissão e eu estou lá desde o início. A primeira transmissão foi comigo”, sorri. Mas para ele e sua equipe, não trata-se apenas de reproduzir na internet o que acontece no templo físico. “Nesse pouco tempo, pessoas de outros Estados foram batizadas como fruto desse trabalho. E agora estamos voltando para casa com uma visão mais aberta, e vamos lutar pela questão técnica, mas também para fortalecer o contato com quem assiste nossos programas.”
Mensagem enviada por internauta para a página Adventistas Brasil, no Facebook (Foto: Reprodução / YouTube)
Um dos principais objetivos do encontro foi justamente mostrar que o relacionamento com o internauta é fundamental para que eles se sintam valorizados e acolhidos. Em um de seus sermões (veja no vídeo a seguir), Rossi mostrou como isso pode fazer a diferença na vida de quem busca ajuda. No caso do Facebook Adventista Brasil, página oficial da Igreja Adventista na rede social, centenas de pessoas pedem oração, estudos bíblicos e tempo para que sejam ouvidas.
Em 2017, como resultado da interação dos moderadores do Facebook Adventistas Brasil, 275 pessoas decidiram ser batizadas. Dessas, 145 enviaram fotos de seu batismo. Nesse processo, quatro elementos são fundamentais, como apresenta a imagem abaixo.
Pastor Rafael Rossi apresenta estratégia para que mais pessoas possam conhecer a Jesus a partir de transmissões via internet (Foto: Reprodução / YouTube)
De olho nas possibilidades
Em 2010, Rodrigo Kashima e sua família retornaram do Japão para o Brasil, e estavam desmotivados a frequentar a igreja regularmente. Montaram uma produtora de vídeo e, um dia, sua esposa teve um sonho em que viu o desenvolvimento de um ministério para ajudar congregações a levar seu conteúdo para a internet.
Começaram o Igreja Multimídia, projeto que hoje presta consultoria para que templos possam, de forma profissional, investir corretamente em equipamentos e capacitação de pessoas para que as transmissões sejam possíveis. “Há um alto custo, e às vezes o pastor não tem prioridade para investir nessa área porque ele não compreende o que isso trará de benefícios, e muitas vezes quando o pastor tem essa disponibilidade, as pessoas tentam fazer da forma como elas compreendem, e não da que realmente funcione”, analisa.
Ele diz que para quem quer começar, uma forma simples é observar grandes eventos, e a própria TV Novo Tempo. “Como eles fazem? Qual é o tempo de corte das câmeras? Como eles fazem o programa? Vou tentar copiá-los. É começar a observar o que os profissionais estão fazendo”, orienta Kashima, que já ajudou mais de 15 igrejas em todo o Brasil a levar seus conteúdos para a internet.
O consultor garante que é possível começar com equipamentos mais simples, e implantar outros mais sofisticados ao longo do tempo. Até aqui, Ivanete tem trabalhado com aquilo que tem à sua disposição. Ainda não transmitiu nenhum culto de sua igreja, mas produziu vídeos com o próprio celular para postar na rede. Durante a construção do novo templo, por exemplo, decidiu registrar as etapas de conclusão das obras. Na falta de um drone para fazer as imagens aéreas, encontrou uma alternativa, como mostra a foto a seguir.
Ivanete faz foto “aérea” da construção do templo que será inaugurado em junho (Foto: arquivo pessoal)
“Nem toda igreja, de fato, tem condições de transmitir. Mas o que nós precisamos é que os líderes estejam abertos a outras possibilidades de que a igreja seja uma influência na comunidade usando meios de comunicação”, sublinha Rossi, que reforça que o século 21 exige que se tenha comunidades religiosas proativas na sociedade.
Para Araújo, um encontro para reunir voluntários que estão caminhando ou em busca de um caminho para alcançar pessoas na web é uma vitória. “Nunca aconteceu no Brasil. E eu espero que isso se repita, porque nos próximos que acontecerem, já não sou eu quem vai vir. Virá o pessoal que, se Deus permitir, vou arrebanhar para trabalhar com a gente”, explica.
Com um sorriso, Ivanete garante que sai da sede da Rede Novo Tempo, onde esteve durante três dias, ansiosa para chegar em sua cidade para implantar equipamentos de áudio de qualidade em sua igreja e o sistema para transmissão dos cultos. E tudo o que aprendeu – e os vídeos que gravou das palestras e oficinas – será compartilhado com sua equipe.
“Foi um aprendizado amplo, em todos os aspectos. Hoje eu vejo a comunicação de uma forma bem mais ampla. Esse é o centro: alcançar as pessoas através da comunicação, e levar esperança”, assegura.
Para assistir a todos os conteúdos transmitidos durante o MídiaTec, clique aqui.
Fonte: Notícias Adventista


EmoticonEmoticon